Cristo está na sua vida?...

Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores... Mateus 7:15

Somos seguidores de Cristo, não de homens - Gálatas 1:10        

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2004

- Não se lastime por erros passados




Não se lastime por erros passados


Certamente todos nós nos esforçamos para fazer o nosso melhor no serviço de Jeová, mas visto que todos somos imperfeitos muitas vezes cometemos faltas.


 Um exemplo disso é João Marcos, discípulo de Jesus Cristo e escritor das Boas Novas Segundo Marcos. O lar de sua mãe, em Jerusalém era um dos locais de reunião da primitiva congregação cristã, o que nos leva a crer que Marcos se tornou seguidor de Jesus Cristo antes da morte deste.


Marcos serviu como assistente de Paulo e Barnabé durante a primeira viagem missionária destes, onde provavelmente cuidou das suas necessidades físicas. Conforme mencionado em Actos 13:13



"Os homens, junto com Paulo, fizeram-se então ao mar, partindo de Pafos, e chegaram a Perge, na Panfília. Mas João retirou-se deles e voltou para Jerusalém."


Tal atitude deu origem a que Paulo se recusa-se a levá-lo consigo na Segunda viagem missionária, o que acabou por gerar um conflito com Barnabé, podemos observar isso em  Actos 15:37 


"Barnabé, da sua parte, estava resolvido a levar consigo também João, que se chamava Marcos, mas Paulo não achava correcto que levassem consigo a este, visto que se tinha afastado deles desde Panfília e não tinha ido com eles à obra."


Será que com isto Marcos se culpabilizou ao ponto de desanimar e não se sentir digno de servir a Jeová?!... Não... Marcos provou mais tarde ser trabalhador de confiança e diligente, conforme testemunha Paulo em 2 Timóteo 4:11


  "Apenas Lucas está comigo. Toma a Marcos e traze-o contigo, porque ele me é útil para ministrar."


Provavelmente alguns de nós por algum motivo afrouxamos a nossa participação na obra de evangelização ou talvez desleixemos nossa relação com Deus. Será que vamos ficar demasiado entristecidos por isso, ao ponto de acharmos que não somos dignos de seguir a Cristo?


Se nós lamentarmos demasiado os nossos erros passados iremos nos isolar e isso fará com que fiquemos cada vez mais fracos, permitindo assim que Satanás nos possa enlaçar nas suas tramas para nos desviar dos caminhos de Jeová.


Lembremo-nos que Marcos apesar de numa determinada altura ter abandonado o serviço que prestava a Jeová não ficou demasiado contristado e até mais tarde deu provas de ser trabalhador de confiança e diligente.


- E nós que faremos se enfrentarmos tais situações ?

- Certamente não vamos dar lugar ao desânimo, vamos sim estribar-nos em Jeová através de oração. Tendo em mente o que diz em Hebreus 4:15:


"Pois temos por sumo sacerdote, não alguém que não se possa compadecer das nossas fraquezas, mas alguém que foi provado em todos os sentidos como nós mesmos, porém, sem pecado."


Esta certeza nos dará forças para mantermos nossa integridade e determinação no sentido de melhorar-mos nosso serviço a Jeová.


Como povo unido que Deus quer que sejamos, sem dúvida os mais fortes têm um papel preponderante em relação aos mais fracos, encontramos orientação nesse sentido em Romanos 15:1,2


 "Nós, porém, os que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos que não são fortes, e não estar agradando a nós próprios. Que cada um de nós agrade [ ao seu ] próximo naquilo que é bom para a edificação [ dele ]."


Se todos nós seguirmos de perto estas advertências, não daremos a Satanás margem para inculcar no nosso coração um exagerado sentimento de culpa que nos poderá impossibilitar de servir fielmente e Jeová.


Miguel Roque




Liberdade Cristã editou às 00:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2004

- Porque é importante ter fé?



Porque é importante ter fé?



Ao falarmos de fé surgem-nos perguntas, tais como:


- O que é a fé?

- Como se evidência?

- Porque precisamos tê-la ?

- E qual o seu objectivo ?





Leia Hebreus 11:1-10.

1 Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem. 2 Porque por ela os antigos alcançaram bom testemunho. 3 Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê. 4 Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho das suas oferendas, e por meio dela depois de morto, ainda fala. 5 Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte; e não foi achado, porque Deus o trasladara; pois antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus. 6 Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.7 Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, sendo temente a Deus, preparou uma arca para o salvamento da sua família; e por esta fé condenou o mundo, e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé. 8 Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, saindo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. 9 Pela fé peregrinou na terra da promessa, como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa; 10 porque esperava a cidade que tem os fundamentos, da qual o arquiteto e edificador é Deus.


Conclusão

Ainda se lembra das
perguntas que fizemos no inicio ?

- Uma delas era, o que é a fé ?

Hebreus 11:1 descreve a fé como " a expectativa certa das coisas esperadas a demonstração evidente de realidades, embora não observadas. "

Reparou a fé é o aceitar algo que não se vê.

Não se baseia em boatos, mas tem base sólida.



Outra das perguntas era, Como se evidencia a fé?

- Quem tem verdadeira fé possui evidência sólida daquilo em que crê. Esta evidência precisa ser suficientemente forte para convencer não somente aquele que tem fé, mas também outros.

Para termos uma fé forte precisamos ouvir e assimilar conhecimento de Deus.



Perguntava-se ainda, porque precisamos ter fé?

- Certamente, quando alguém Ora e ao mesmo tempo sente dúvidas no coração,  não pode esperar receber algo de Jeová. Suas dúvidas impedem-lhe de ter plena confiança no Altíssimo. Tal pessoa não possui a fé que Deus requer, porque como diz Hebreus 11:6 " Sem fé é impossível agradar-lhe bem, pois aquele que se aproxima de Deus, tem de crer que Ele existe e que se torna o recompensador dos que seriamente o buscam. "



Não basta crer na existência de Deus, tão pouco basta servir ao nosso criador apenas por um senso de dever. O mero senso de dever não é suficientemente forte para nos manter fieis quando provados. Apenas um intenso e inquebrantável amor ao Nosso Pai Celestial pode fazer isso.



A nossa última pergunta era, qual o objectivo da fé ?

O objectivo dos que têm fé é acima de tudo agradar a Jeová, mas tal como nos diz Hebreus 11:10 os servos de Jeová " aguardam a cidade que tem verdadeiros alicerces. " Esta cidade é o reino de Deus este reino é o objectivo da nossa fé. Temos muitos exemplos de fé.

Uma fé semelhante á de Abel aumenta nosso apreço pelo sacrifício de Jesus.

A verdadeira fé nos torna testemunhas corajosas, assim como Enoque.

Como no caso de Noé, nossa fé nos induz a servir como pregadores da justiça.

A fé de Abraão incute em nós a necessidade de obedecer a Jeová e de confiar nas promessas Dele, mesmo que algumas delas ainda não se tenham cumprido.

O exemplo de Moisés mostra que a fé nos habilita a manter-nos imaculados deste mundo e a permanecer leais a Jeová.

E quão gratos somos de que o exemplo de Jesus Cristo torna nossa fé firme e inabalável ! portanto, tendo a Jesus por líder, e na força de Nosso Deus, continuemos a mostrar uma perseverante fé como verdadeiros cristãos.


Miguel Roque




Liberdade Cristã editou às 00:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2004

- Crença em Jesus é essencial para a salvação





Crença em Jesus é essencial para a salvação


Ao pecar Adão sujeitou todos os seus descendentes à
escravidão ao pecado e à morte.




Mas Jeová não abandonou a humanidade e por meio de Abraão homem justo e temente
a Deus, Jeová prometeu um descendente que viria salvar a humanidade, como
podemos verificar em Gálatas 3:16.


“ Ora, as promessas foram feitas a Abraão e a seu
descendente. Não diz: ‘E a descendentes’, como no caso de muitos, mas como no
caso de um só: ‘E a teu descendente’, que é Cristo.”

Sim, o descendente viria através de uma só linhagem, ou família, o que realmente
se deu no caso de Jesus, nascido como judeu natural, um descendente literal de
Abraão.

E após ter posto á prova a fé de Abraão o qual se dispunha a sacrificar seu
filho Isaque, caso Deus assim o desejasse, Deus proferiu o que podemos ler em
Génesis 22:18.


“E todas as nações da terra hão de abençoar a si mesmas por
meio do teu descendente, pelo facto de que escutaste minha voz.”

Jeová enviou assim seu Filho unigénito à terra para tornar-se um sacrifício
resgatador para a humanidade crente.

Jesus Cristo ofereceu sua vida humana perfeita em sacrifício na estaca de
tortura como preço para remir o que Adão perdera, resgatando assim a humanidade.
Jesus pagou o preço exacto exigido - uma vida humana perfeita por uma vida
humana perfeita - nem mais, nem menos.

Os benefícios maravilhosos de se ser salvo por intermédio de Jesus Cristo não
são automáticos para ninguém. Em Hebreus 7:25,
Paulo mostra que Jesus ‘é capaz de salvar os que se aproximam de Deus por
intermédio dele’. Em harmonia com isso, para ser salva a pessoa precisa
reconhecer a diferença entre Deus e Cristo. Eles não são partes iguais dum deus
trino, mas pessoas diferentes. Jeová Deus é o Supremo. Ele providenciou que o
seu Filho provesse o resgate. Portanto, fica claro que, para a pessoa ser
realmente salva, ela precisa separar-se de filosofias falsas que afirmam que
Jesus e Deus são uma única e mesma pessoa. Tenhamos em atenção as palavras de
Jesus em João 17:3.


“Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de
ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo.”

Todavia, é preciso mais para ser salvo. O apóstolo Paulo escreveu em
Hebreus 5:9.


“Depois de [Jesus] ter sido aperfeiçoado, tornou-se
responsável pela salvação eterna de todos os que lhe obedecem.” Na verdade tal
obediência não é fácil neste mundo alienado de Deus.

Mas se aceitar o resgate de Jesus, a humanidade poderá ser salva tendo assim uma
nova esperança de vida. Trata-se duma perspectiva de vida eterna, assim como
originalmente Adão tinha a perspectiva de viver para sempre numa terra
paradisíaca.

É de suma importância a crença em Jesus pois como diz
Actos 4:12.


 “Outrossim, não há
salvação em nenhum outro, pois não há outro nome debaixo do céu, que tenha sido
dado entre os homens, pelo qual tenhamos de ser salvos.”.


 



Miguel Roque


 



Liberdade Cristã editou às 01:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 6 de Setembro de 2004

- Jesus é a fonte da vida



Jesus é a fonte da vida



" A menos que comais a carne do filho do homem e bebais o seu sangue não tendes vida em vós mesmos "



Qual o significado das palavras de Jesus ?



Porque ficou o povo tão chocado com o que Jesus disse?




Leia João
6:52-71:





52 Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como pode este dar-nos a sua carne a comer? 53 Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: Se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.54 Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. 55 Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida. 56 Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. 57 Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim. 58 Este é o pão que desceu do céu; não é como o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre. 59 Estas coisas falou Jesus quando ensinava na sinagoga em Cafarnaum. 60 Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir? 61 Mas, sabendo Jesus em si mesmo que murmuravam disto os seus discípulos, disse-lhes: Isto vos escandaliza? 62 Que seria, pois, se vísseis subir o Filho do homem para onde primeiro estava? 63 O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida. 64 Mas há alguns de vós que não crêem. Pois Jesus sabia, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar. 65 E continuou: Por isso vos disse que ninguém pode vir a mim, se pelo Pai lhe não for concedido. 66 Por causa disso muitos dos seus discípulos voltaram para trás e não andaram mais com ele. 67 Perguntou então Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? 68 Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. 69 E nós já temos crido e bem sabemos que tu és o Santo de Deus. 70 Respondeu-lhes Jesus: Não vos escolhi a vós os doze? Contudo um de vós é o diabo. 71 Referia-se a Judas, filho de Simão Iscariotes; porque era ele o que o havia de entregar, sendo um dos doze.






Conclusão



Deus amou tanto o mundo que deu seu filho como salvador.



Assim, Jesus mostra agora que qualquer pessoa do mundo da humanidade que comer "simbolicamente" de sua carne, poderá receber vida eterna.



O povo fica chocado com tais palavras porque não entende que comer a carne de Jesus tem sentido figurativo.



Para enfatizar isso Jesus diz algo ainda mais objectável, se tomado literalmente.




"Concordemente, Jesus disse-lhes: Digo-vos em toda a verdade: A menos que comais a carne do filho do homem e bebais o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos."(João 6:53)



Até alguns dos discípulos de Jesus ficaram chocados e disseram o que podemos ler no versículo 60, na parte b:



"Esta palavra é chocante quem pode escutar isso?"



Pelo mesmo motivo Jesus fez a afirmação contida na parte b do versículo 65



"Ninguém pode vir a mim, a menos que isso lhe seja concedido pelo Pai"



Com isto alguns discípulos de Jesus se afastam não mais o seguem.



Assim Jesus volta-se para os seus doze apóstolos e pergunta:




" Será que vós também quereis ir?"



A resposta dos doze encontra-se no versículo 68:



"Simão Pedro respondeu-lhe: - Senhor para quem havemos de ir? Tu tens declarações de vida eterna."



Ainda que satisfeito com a resposta de Pedro, Jesus diz:



"Não escolhi eu a vós doze ? Contudo, um de vós é um caluniador"



(Jesus se refere a Judas Iscariote.)



Como podemos entender é preciso adquirir conhecimento para assim termos fé, pois sem conhecimento como podemos ter fé ?



Também nos dias de hoje devemos manter viva a fé de que Jeová no tempo adequado tomará as medidas necessárias para a salvaguarda de seus verdadeiros adoradores.




Miguel Roque




Liberdade Cristã editou às 14:09
link do post | comentar | favorito

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


pesquisar

 

Artigos Recentes

Alessandro Gregorute desm...

Pela vida...

Lendo Coríntios...

Salmo 1

Feliz Natal

Foi por você...

Respeite a vida, um dom d...

- Se Deus estiver comigo,...

Sobre Liberdade Cristã

- Cuida do mais important...

Arquivos

Abril 2009

Dezembro 2008

Maio 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Junho 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Ao serviço de Deus


Caminho de fé
Liberdade Cristã (blog)
Liberdade Cristã (site)
Busca primeiro o Reino
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags