Cristo está na sua vida?...

Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores... Mateus 7:15

Somos seguidores de Cristo, não de homens - Gálatas 1:10        

Segunda-feira, 13 de Setembro de 2004

- Crença em Jesus é essencial para a salvação





Crença em Jesus é essencial para a salvação


Ao pecar Adão sujeitou todos os seus descendentes à
escravidão ao pecado e à morte.




Mas Jeová não abandonou a humanidade e por meio de Abraão homem justo e temente
a Deus, Jeová prometeu um descendente que viria salvar a humanidade, como
podemos verificar em Gálatas 3:16.


“ Ora, as promessas foram feitas a Abraão e a seu
descendente. Não diz: ‘E a descendentes’, como no caso de muitos, mas como no
caso de um só: ‘E a teu descendente’, que é Cristo.”

Sim, o descendente viria através de uma só linhagem, ou família, o que realmente
se deu no caso de Jesus, nascido como judeu natural, um descendente literal de
Abraão.

E após ter posto á prova a fé de Abraão o qual se dispunha a sacrificar seu
filho Isaque, caso Deus assim o desejasse, Deus proferiu o que podemos ler em
Génesis 22:18.


“E todas as nações da terra hão de abençoar a si mesmas por
meio do teu descendente, pelo facto de que escutaste minha voz.”

Jeová enviou assim seu Filho unigénito à terra para tornar-se um sacrifício
resgatador para a humanidade crente.

Jesus Cristo ofereceu sua vida humana perfeita em sacrifício na estaca de
tortura como preço para remir o que Adão perdera, resgatando assim a humanidade.
Jesus pagou o preço exacto exigido - uma vida humana perfeita por uma vida
humana perfeita - nem mais, nem menos.

Os benefícios maravilhosos de se ser salvo por intermédio de Jesus Cristo não
são automáticos para ninguém. Em Hebreus 7:25,
Paulo mostra que Jesus ‘é capaz de salvar os que se aproximam de Deus por
intermédio dele’. Em harmonia com isso, para ser salva a pessoa precisa
reconhecer a diferença entre Deus e Cristo. Eles não são partes iguais dum deus
trino, mas pessoas diferentes. Jeová Deus é o Supremo. Ele providenciou que o
seu Filho provesse o resgate. Portanto, fica claro que, para a pessoa ser
realmente salva, ela precisa separar-se de filosofias falsas que afirmam que
Jesus e Deus são uma única e mesma pessoa. Tenhamos em atenção as palavras de
Jesus em João 17:3.


“Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de
ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo.”

Todavia, é preciso mais para ser salvo. O apóstolo Paulo escreveu em
Hebreus 5:9.


“Depois de [Jesus] ter sido aperfeiçoado, tornou-se
responsável pela salvação eterna de todos os que lhe obedecem.” Na verdade tal
obediência não é fácil neste mundo alienado de Deus.

Mas se aceitar o resgate de Jesus, a humanidade poderá ser salva tendo assim uma
nova esperança de vida. Trata-se duma perspectiva de vida eterna, assim como
originalmente Adão tinha a perspectiva de viver para sempre numa terra
paradisíaca.

É de suma importância a crença em Jesus pois como diz
Actos 4:12.


 “Outrossim, não há
salvação em nenhum outro, pois não há outro nome debaixo do céu, que tenha sido
dado entre os homens, pelo qual tenhamos de ser salvos.”.


 



Miguel Roque


 



Liberdade Cristã editou às 01:15
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 8 de Outubro de 2005 às 06:43
Caro Miguel,
Na sua mensagem e em todo o blog percebo que crê no Senhor Jesus como salvador e o reconhece como filho de Deus e tb Deus. Sempre ouvi dizer que os TJ negam que Jesus é o Senhor. Sei que não está mais seguindo esta religião. Então se possível tire-me essa dúvida.Quando vc reconheceu Jesus com Senhor?
A paz do Senhor,
AuroraAurora
</a>
(mailto:auroracoimbra@superig.com.br)


Comentar post