Cristo está na sua vida?...

Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores... Mateus 7:15

Somos seguidores de Cristo, não de homens - Gálatas 1:10        

Sábado, 22 de Abril de 2006

Sobre Liberdade Cristã

 
Liberdade cristã
 

A natureza da liberdade cristã é tal que você não pode nem mesmo cruzar a linha que a separa do directo, específico e explícito mandamento de Deus. O problema é que tomamos coisas que não são verdadeiramente mandamentos, talvez princípios gerais, e encontramos uma regra aplicável, fazendo essa regra igual aos mandamentos de Deus.

Deus nos diz para não sermos mundanos. Algumas pessoas determinam que dançar é mundano e então fazem da dança um pecado. Fazem essa regra se aplicar a todas as pessoas. Fundamentalismo é característico desse tipo de coisa, então temos a velha frase: “não beba, não fume e nem mastigue tabaco, e nem ao menos ande com aqueles que o fazem”. Obviamente você não quer cair nesta armadilha porque este tipo de legalismo não constrói maturidade cristã.

Construir maturidade cristã não é passar uma série de novas regras feitas por homens. Pelo contrário, maturidade cristã é ensinar aos cristãos a exercer julgamento judicial do mesmo modo que eles exercem sua própria liberdade. Dê a eles princípios e então deixe-os decidirem por si. Frequentemente estas regras feitas por homens acabam tomando procedência mesmo sobre as regras de Deus. Fazemos uma regra: pessoas em nossa igreja não podem beber álcool. Se você beber, estará pecando. Então, alguém bebe e todos o julgam quando a Bíblia não diz explicitamente que não devemos beber. Ela diz que não devemos nos embebedar, mas não que não podemos beber. Entretanto, a Bíblia diz explicitamente que não devemos julgar nosso irmão que exerce sua liberdade, e que ninguém deve ser nosso juiz quanto a comida e bebida. Isto sim é explícito nas Escrituras.

As pessoas exaltam as leis dos homens ao nível das leis de Deus, e o fazendo, violam a lei explícita de Deus.

Quando estava no leste da Europa há uns 20 anos atrás me preparando para viajar para a União Soviética, um de meus líderes me disse: “não diga a eles que estamos jogando basquete hoje, porque os russos acreditam que basquete é mundano. Desporto é do mundo e é pecado. Eles não permitem”. Isto soa bizarro para nós porque amamos o Desporto, mas é o que fazem. São muito sensíveis a isso.

Se você está adoptando uma regra que se adapte a todos os cristãos, você deve ser capaz de identificá-la com uma proibição bíblica.

Vou dar um exemplo quanto aos filmes. Eu não olho as classificações. Eu não dispenso automaticamente filmes com classificação adulta. Eu sou assim. Costumo ser crítico com os filmes que vejo, mas não simplesmente pergunto se o filme é classificado para adultos. Algumas pessoas não assistem a filmes adultos por questão de princípio, e Deus os abençoe.

Estou certo de que Paulo diria que bruxaria, ódio, fornicação, lascívia e o tipo de coisas mencionado em Gálatas 5 são pecaminosos. Elas eram naquele tempo, elas o são agora. Como isso influencia nossos comportamentos e particularidades na vida, eu não tenho certeza. Tenha em mente que mesmo que o próprio Paulo dissesse: "eu, particularmente, não vou assistir nunca a um programa de tv", não quer dizer que, porque ele escolheu não assistir, nós somos obrigados a não assistir também. Paulo ainda pode operar no contexto de sua própria consciência, mas isso não significa que esta seja a lei para o resto de nós. Além do mais, foi Paulo quem escreveu sobre liberdade cristã em Coríntios e em Romanos. A não ser que o próprio Paulo dissesse "Este é o ensinamento directo do Senhor. Esta não é minha própria escolha ou conselho. É Deus falando", eu não deveria fazer daquilo minha obrigação. É uma outra história.

Vou compartilhar algo que um dos meus primeiros professores cristãos me ensinou há uns 20 anos. Seu nome é Bill Counts. Ele agora é pastor em Dallas, Texas. Bill disse o seguinte para evitar o legalismo: “encontre uma proibição bíblica explícita para cada regra que você adoptar para a igreja”. Se você vai adoptar uma regra que se aplica a todos os cristãos, você tem que ser capaz de identificar uma proibição bíblica explícita. Se você dissesse: "a regra é que cristãos não devem se embebedar", você então poderia abrir em Efésios 5 e ler onde diz "não se embebede de vinho". Ali você tem a regra. Está explicitamente estabelecido na Bíblia, então você está justificado se aplicar isso a todos os cristãos porque os escritores bíblicos o fizeram.

De qualquer maneira, se você disser: "a regra é que você não pode nunca fumar ou tomar algo que fira o seu próprio corpo", então você vai ter que encontrar um versículo bíblico que diga que é imoral tomar algo em seu corpo que cause dano a ele. Eu não conheço nenhum versículo moral como este. Algumas pessoas podem dizer que a Bíblia diz que seu corpo é um templo do Espírito Santo. Você está certo, mas o corpo ser um templo próprio não tem nada a ver com as qualidades do meu corpo. Se esse fosse o caso, então pessoas que fazem ginástica seriam mais espirituais que aquelas que não fazem, porque elas têm um templo muito mais bem aparentado. E pessoas que são doentes ou enfermas seriam templos inadequados pois algo está errado com seu corpo físico que é o templo do Espírito. Então, não faz nenhum sentido dizer que não se pode fumar ou beber porque isso pode machucar seu corpo e invocar este versículo que diz sobre ser um templo do Espírito Santo. É interessante que pessoas que querem dizer isso sobre fumar ou beber não o fazem quanto às calorias, açúcar ou gula.

Paulo não está falando sobre ser adequado fisicamente em nenhum sentido ou forma. Ele está falando sobre comportamento moral. Ele diz: “não vá para a cama com uma prostituta”. Por quê? “Porque seu corpo é um templo do Espírito Santo. Você está trazendo Deus à participação deste acto desde que Ele habita em seu corpo na Pessoa do Espírito Santo. Você O está trazendo em contacto directo com a imoralidade. Você está juntando Jesus a uma prostituta”, diz Paulo. O comentário de Paulo sobre ser um templo adequado não tem nada a ver com qualidades físicas. Tem tudo a ver com qualidades morais. Este é o assunto lá.

Para evitar o legalismo, tenha certeza que você tem uma proibição bíblica explícita para cada regra que você adoptar para outros.


extraído de : Liberdade cristã - Página do Glauber

Liberdade Cristã editou às 09:54
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|