Cristo está na sua vida?...

Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores... Mateus 7:15

Somos seguidores de Cristo, não de homens - Gálatas 1:10        

Domingo, 30 de Janeiro de 2005

- Efectue seu ministério com zelo




Efectue seu ministério
com zelo

"Efectue seu
ministério com zelo" quem tem ou já teve religião certamente ouviu estas
palavras, se ama a Deus sem duvida tem se esforçado para fazer isso.


Para entender o sentido de tal expressão não há nada
melhor do que além de ouvir como fazer observar o exemplo de alguém que
tenha tido zelo no seu ministério.

Tal exemplo é João Batista, nada melhor para se poder
ver o zelo de João Batista  no seu ministério do que observar como ele o efectuava.

João iniciou a sua pregação no ermo da Judeia dizendo: "arrependei-vos, pois o reino dos
céus se tem aproximado".

Pregava o baptismo para o perdão dos pecados dos arrependidos, pessoas
de toda a sorte de homens se dirigiam a ele para serem baptizados.

Certo dia enquanto ele estava
baptizando, vieram a ele
Fariseus e Saduceus, verifique  o que João lhes disse em Mateus 3:7-12.


8
Quando viu os muitos fariseus e saduceus que vinham ao baptismo,
disse-lhes: “Descendência de víboras, quem vos insinuou fugir do vindouro
furor? 8 Produzi, pois, fruto próprio do arrependimento; 9 e
não presumais dizer a vós mesmos: ‘Temos por pai a Abraão.’ Pois eu vos
digo que Deus é capaz de suscitar destas pedras filhos a Abraão. 10
O machado já está posto à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não
produzir fruto excelente, há de ser cortada e lançada no fogo. 11
Eu, da minha parte, baptizo-vos com água, por causa do vosso
arrependimento; mas o que vem depois de mim é mais forte do que eu, não
sendo eu nem apto para tirar-lhe as sandálias. Este vos baptizará com
espírito santo e com fogo. 12 Tem na mão a sua pá de joeirar, e
limpará completamente a sua eira, ajuntando seu trigo no celeiro, mas a
palha ele queimará em fogo inextinguível.”


Podemos observar quão zeloso João era no seu
ministério, pois corajosamente expôs a iniquidade daqueles homens e os
exortou a retrocederem no seu proceder. Ainda declarou que viria um que
era maior que ele, estava é claro se referindo a Jesus.

Depois de ano e meio de ministério activo, (quando
João começava a "diminuir" e Jesus a aumentar), João foi preso por Herodes
Antipas, por o ter corajosamente repreendido pelo seu casamento adultero
com Herodias,  a quem tinha tirado a seu irmão Filipe.


Mas será que João se calou por ter sido preso, talvez receando pela sua
vida ou na esperança de que Herodes o soltasse?, não, pois como pode ler em
Marcos 6:20.



20
Porque Herodes tinha temor de João, sabendo que era homem justo e santo; e
guardava-o a salvo. E, ao ouvi-lo, estava muito perplexo quanto a que
fazer; contudo, continuava a ouvi-lo de bom grado.




Como observou João mesmo preso continuava zelosamente a dar testemunho, até
que como podemos ler nas Sagradas Escrituras Herodias arranjou uma trama
para que Herodes fosse obrigado a matá-lo.



Será que em algum momento João se arrependeu de ter sido tão zeloso? de
forma alguma! ele certamente se sentiu feliz de ter passado os melhores
anos da sua vida, relativamente curta, no serviço de Jeová.


Que enquanto cristãos possamos
seguir tal exemplo, e que derivemos disso alegria e prazer. 

Miguel Roque





Liberdade Cristã editou às 19:44
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Janeiro de 2005

- Seguirei meu rumo








Seguirei meu rumo, indiferente a críticas




Devido a minha utilização de designações que fiz na congregação das testemunhas de Jeová a que pertenci, as quais tenho usado na nossa leitura semanal, tenho sofrido algumas críticas dum TJ que tem um blog com o cognome "defensor".


Esse senhor achando-se o dono da verdade, tem me lançado à cara que eu estou confuso, quer para ele quer para quem quer que seja deixo neste artigo bem claro, se em determinadas situações minhas crenças pessoais se chocam com os ensinos da Torre de Vigia, isso não significa que eu estou confuso, uma coisa nada tem a ver com a outra.


Poderei acreditar em crenças adoptadas por qualquer grupo religioso sem que com isso me identifique com ele.


Minhas crenças se baseiam na Bíblia, motivo pelo qual poderei parecer pertencer a esta ou àquela religião, mas na verdade meu único guia é a PALAVRA DE DEUS.


Se dúvidas ainda existem volto a afirmar o que serve de entrada no meu site Liberdade Cristã: SERVEM AS RELIGIÕES A DEUS?.


Para terminar pergunto, pode alguém que levanta esta questão estar ligado a alguma religião?

(certamente não)


Miguel Roque







Liberdade Cristã editou às 19:54
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Janeiro de 2005

- Genealogias, porque são importantes







Genealogias, porque são importantes


 




Provavelmente todos concordamos que um livro informativo e interessante é de grande valor. A Bíblia é um livro assim. Nela encontramos cativantes histórias reais que destacam elevados valores morais.
Encontramos também ilustrações vividas de verdades importantes.
Hoje trago á sua consideração 1ª de Crónicas aí encontrá algumas das mais belas expressões de louvor a Jeová de toda a Escritura Sagrada.
Sua leitura proporciona-nos maravilhosos vislumbres do Reino de justiça de Jeová.
Hoje vamos falar sobre os registos genealógicos e porque são importantes.






 





Para melhor entender faça a leitura de 1ª Crónicas 9:1-21


 



1
Quanto a todos os israelitas, foram registrados genealogicamente; e eis que estão inscritos no Livro dos Reis de Israel. E o próprio Judá foi levado ao exílio a Babilônia por sua infidelidade. 2 E os primeiros habitantes que estavam na sua propriedade, nas suas cidades, foram os israelitas, os sacerdotes, os levitas e os netineus. 3 E em Jerusalém moravam alguns dos filhos de Judá, e alguns dos filhos de Benjamim, e alguns dos filhos de Efraim e de Manassés: 4 Utai, filho de Amiúde, filho de Onri, filho de Inri, filho de Bani, dos filhos de Peres, filho de Judá. 5 E dos silonitas: Asaías, o primogênito, e seus filhos. 6 E os filhos de Zerá: Jeuel, e seiscentos e noventa irmãos deles. 7 E dos filhos de Benjamim: Salu, filho de Mesulão, filho de Hodavias, filho de Hassenua, 8 e Ibnéia, filho de Jeroão, e Elá, filho de Uzi, filho de Micri, e Mesulão, filho de Sefatias, filho de Reuel, filho de Ibnias. 9 E seus irmãos, segundo os seus descendentes, foram novecentos e cinqüenta e seis. Todos estes homens foram cabeças dos pais segundo a casa dos seus antepassados. 10 E dos sacerdotes havia Jedaías, e Jeoiaribe, e Jaquim, 11 e Azarias, filho de Hilquias, filho de Mesulão, filho de Zadoque, filho de Meraiote, filho de Aitube, líder da casa do [verdadeiro] Deus, 12 e Adaías, filho de Jeroão, filho de Pasur, filho de Malquijá, e Maasai, filho de Adiel, filho de Jazera, filho de Mesulão, filho de Mesilemite, filho de Imer, 13 e seus irmãos, cabeças da casa dos seus antepassados, mil setecentos e sessenta, homens poderosos, capacitados para a obra do serviço da casa do [verdadeiro] Deus. 14 E dos levitas havia Semaías, filho de Hassube, filho de Azricão, filho de Hasabias, dos filhos de Merari;15 e Baquebacar, Heres e Galal, e Matanias, filho de Mica, filho de Zicri, filho de Asafe, 16 e Obadias, filho de Semaías, filho de Galal, filho de Jedutum, e Berequias, filho de Asa, filho de Elcana, que morava nos povoados dos netofatitas. 17 E os porteiros foram Salum, e Acube, e Talmom, e Aimã, e seu irmão Salum, o cabeça, 18 e até então ele esteve no portão do rei, ao leste. Estes foram os porteiros dos acampamentos dos filhos de Levi. 19 E Salum, filho de Core, filho de Ebiasafe, filho de Corá, e seus irmãos da casa de seu pai, os coraítas, estavam sobre a obra do serviço, os guardas das portas da tenda, e seus pais, sobre o acampamento de Jeová, os guardas da entrada. 20 E foi Finéias, filho de Eleazar, que viera a ser líder deles no passado. Jeová estava com ele. 21 Zacarias, filho de Meselemias, foi o porteiro da entrada da tenda de reunião.


As listas genealógicas exactas eram de grande importância, pois serviam para garantir que apenas pessoas autorizadas servissem no sacerdócio e também para confirmar as heranças tribais, das quais o sacerdócio recebia sustento. Além disso o cumprimento das profecias de Jeová sobre o Reino tornava indispensável um registo claro e fidedigno da linhagem de Judá e de Davi.

Os Israelitas tiraram muito proveito dos registos de Crónicas, certamente apreciaram as amorosas misericórdias de Jeová para com eles, em virtude da lealdade Dele ao pacto do Reino feito com o rei Davi, e por causa do seu próprio nome.
Encorajados, puderam empreender a adoração pura de Jeová com renovado zelo.
As genealogias fortaleceram sua confiança no sacerdócio que oficiava no templo reconstruído.
Gostaria de frisar que diferente das nações Jeová não penaliza os filhos pelos erros dos pais.
Observe o que diz Números 26:10
“ Quanto a Corá, [faleceu] na morte da Assembleia, quando o fogo consumiu duzentos e cinquenta homens, “ mas se Corá havia sido destruído porque Salum, um dos “ guardas das portas da tenda” é descrito como “ filho de Core, filho de Ebiasafe; filho de Corá “ conforme 1ª Crónicas 9:19.
Tal como podemos ver em Ezequiel 18:4
“ a alma que pecar ela é que morrerá “ como nos alegra saber quanto amorosa é a justiça de Jeová .
Não só os judeus foram beneficiados com os registos genealógicos mas também os cristãos do 1º século tais como Mateus e Lucas puderam recorrer a eles para provar claramente que Jesus Cristo era o “ filho de Davi “ e o Messias com direito legal.

Da mesma forma nos dias de hoje esses registos organizados podem ser do conhecimento de todos, para que desse modo possamos ser fortalecidos espiritualmente.

 

 


Miguel Roque

Liberdade Cristã editou às 23:48
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Janeiro de 2005

- Coisas de Deus...




Coisas de Deus...











Tudo o que Deus faz é bom !









Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não
acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre
lhe lembrava dessa verdade. Em todas situações dizia:




-- Meu Rei, não desanime, porque Deus é bom !






Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma
fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal,
porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão
direita.







O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar
agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo,
perguntou a este:




-- E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu
não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.






O servo respondeu:



-- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe
que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem!


O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso
na cela mais escura e mais fétida do calabouço.






Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele
ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva.
Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam
sacrifícios humanos para seus deuses.

Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de jubilo, o
ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto, e o Rei já
estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a
vitima, observou furioso:




-- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso!

.......Falta-lhe um dedo!"






E o Rei foi libertado. Ao voltar para o palácio, muito alegre e
aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença.







Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:




-- Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar
sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos
dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande duvida:



Se Deus e tão bom, por que permitiu que você fosse preso da
maneira como foi? ....Logo você, que tanto O defendeu!?






O servo sorriu e disse:




-- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente
seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum!







 


 



Autor desconhecido

Liberdade Cristã editou às 09:34
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 2 de Janeiro de 2005

- Necessidade vital de disciplina em suas várias formas


Necessidade vital de disciplina em suas várias formas


 


Quando há disciplina, tudo decorre decentemente e por arranjo, é assim na adoração a Jeová e o mesmo deve acontecer a nível familiar. Cabendo a nós pais, disciplinar os nossos filhos.

Mas o que realmente é a disciplina ? Tomemos um exemplo...

Todos nós aqui presentes, sabemos que qualquer atleta para obter bons resultados tem que treinar.

Disciplina é precisamente isso; um treinamento para corrigir a nossa mente e o nosso coração.

Mas tal como o atleta tem que treinar diariamente, também a disciplina deve fazer parte do dia-a-dia.

Em Efésios 6:4 o apóstolo Paulo nos aconselha: "
Prossegui em criar os filhos na disciplina e na regulação mental de Jeová "


Duas das principais características de Jeová são: sabedoria e amor.

Se realmente queremos seguir tais exemplos, devemos disciplinar com amor,
apelando ao raciocínio. Diferentes filhos requerem diversos tipos de disciplina, por vezes só raciocinar não basta e torna-se necessário algum tipo de punição: Mas em tal situação devemos ter sempre em mente, o que nos diz Paulo em Efésios 6:4 " Vós pais não estejais irritando os vossos filhos. "

Quando se repreende uma criança, é importante dar-lhe a conhecer o porquê da sua punição, para que compreenda onde errou.

Uma boa forma de disciplinar é fazer os filhos sentirem as desagradáveis consequências do seu mau comportamento.

Por exemplo:

Se ela sujou algo, fazê-la limpar isso causará a mais forte impressão possível.

Tratou mal alguém? Façamos com que ela peça desculpa a pessoa afectada.

Para além dos exemplos apresentados, podemos ainda negar-lhe certos privilégios por algum tempo.

Se procedermos desta forma, nossos filhos aprendem a sabedoria de apegarem-se a princípios correctos.

Jeová Deus, ensina-nos muito a respeito de como disciplinar.

Devemos ter em atenção, pelo menos dois pontos da forma como Jeová repreendeu seu povo.



1)  Ele usou de limites em sua punição.

2)  Ao disciplinar teve o cuidado de demonstrar que não os estava rejeitando, mas se os estava repreendendo, era porque se preocupava com eles e estava disposto a ajudá-los.



Podemos confirmar isso em Jeremias 46:28.Por citação neste versículo há três pontos importantes, tais como: "Não tenhas medo...
pois eu estou contigo"
e ainda " Todavia, terei de castigar-te no
devido grau"


Nós pais, devemos ter domínio e auto controlem situações delicadas, nunca esquecendo que a bíblia não aprova açoites furiosos ou espancamentos graves, que podem causar graves danos ou até mesmo ferir gravemente a criança. Que nos sirva de orientação o que diz (Provérbios16:32)
"Melhor é o vagaroso em irar-se, do que o homem poderoso e aquele que controla seu espírito do que aquele que captura cidades".


Resumindo, os filhos precisam de restrições o que significa que nós pais, temos de estabelecer regras e necessária impô-las através de disciplina.
Temos que faze-los entender de uma forma progressiva que o motivo dessas regras é que nós queremos o que é melhor para eles. O principal objectivo dos pais que usam de discernimento, é ensinarem seus filhos a usarem seus filhos a usarem sua faculdade de raciocínio, para que assim possam tomar decisões por conta própria.

É importante não criar regras de mais, nem disciplina muito dura, tenhamos em atenção o que diz Colossences 3:21 " Vós pais não estejais exasperando os vossos filhos, para que não fiquem desanimados".

Façamos pois, nossos filhos sentir-se seguros e edificados no lar, não permitamos nunca, que eles se sintam sobrecarregados ou arrasados, é importante que eles percebam, que os amamos e estaremos sempre a seu lado.


 

Miguel Roque

Liberdade Cristã editou às 18:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


pesquisar

 

Artigos Recentes

Alessandro Gregorute desm...

Pela vida...

Lendo Coríntios...

Salmo 1

Feliz Natal

Foi por você...

Respeite a vida, um dom d...

- Se Deus estiver comigo,...

Sobre Liberdade Cristã

- Cuida do mais important...

Arquivos

Abril 2009

Dezembro 2008

Maio 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Junho 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Ao serviço de Deus


Caminho de fé
Liberdade Cristã (blog)
Liberdade Cristã (site)
Busca primeiro o Reino

Estou no...






Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

tags

todas as tags